segunda-feira, 11 de abril de 2011

venham mais cinco...


5 comentários:

Kitschnet Rádio disse...

Só soubemos hoje, vamos partilhar, mesmo assim. Estaremos atentos e quem sabe participar.

Parabéns, força.
Francisco

Kitschnet Rádio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Queria dar os parabens a quem teve a ideia e está a por em practica esta enorme iniciativa.
A verdade é que isto tem um potencial imenso caso a comunidade acolha e participe na ideia mas tambem me parece que vai exigir bastante trabalho e dedicação da parte de todos os intervenientes. Boa sorte para isso, e eu proprio irei tentar estar presente na proxima assembleia.

Por outro lado, e como tenho alguma experiência no tema das ocupações com caracter mais politico, penso que neste caso da Es.Col.A não se deve cair em erros habituais. É importante não politizar demasiado a coisa, não cair em clichês que possam assustar e afastar aqueles para quem isto é realmente importante que é a comunidade local.

Grande abraço

Pó de Estrela disse...

Sou mais uma que está entusiasmada com este salto que vocês começaram a dar!Gosto da ideia de restituir o espaço revigorado à Fontinha, onde todos possamos aprender, ensinar e e divertirmos-nos. Conheço o espaço porque fui Educadora de Infância e dei lá algumas formações na área das expressões. Estou pronta para ajudar, desde que o respeito pelo ser humano, seja um dos principais princípios. É uma zona muito degradada e em que as pessoas estão habituadas a olhar dasjanelas para criticar, sem estender a mão, esquecendo-se de que muitos dos que por aqui andam metidos em vícios, foram colegas dos nossos filhos, na mesma escola e alguns até com melhores notas. O que aconteceu pelo caminho, não nos deve levar a segregações. O que eles aprenderam , o que eles sofreram , a vontade que possam ter de dar um novo rumo às suas inquietações, isso sim, deverá ser a nossa preocupação sem preconceito,dando exemplo de respeito, para que sejamos também respeitados.
Finda a "palestra" estou em pulgas, para por este canto, que nem a ruas novas e limpas teve direito, a saltar, a cantar, a pintar, a fazer teatro, a construir CIDADÃOS PRODUTIVOS e FELIZES!
Beijo
Quica

Anónimo disse...

Estive na assembleia, e tendo em conta a forma e espaço, não acho k se tenha de ter medo em politizar e legitimar o projeto, bem pelo contrário, numa altura de FMI's, Rui rios e crise financeira, um projecto Não-Comercial, de caracter anti-capitalista não se deve tentar despolitizar, deve-se, sim, politizar para a acção popular e directa e para a participação activa na politica do dia a dia...