domingo, 26 de junho de 2011

vamos à assembleia municipal questionar o presidente?


Se bem que o S. João seja uma festa de rua, o que nos faltou nessa noite foi o espaço de onde a câmara municipal nos pôs fora. Faltou nessa noite e continua a faltar todos os dias, para que o projecto Es.Col.A funcione em pleno, para que as suas actividades possam realizar-se e desenvolver-se em condições dignas.

No entanto, mais de mês e meio desde que emparedada e selada, não acontece lá nada. Na véspera de S. João, o cenário continuava igual a 10 de Maio. A ex-escola primária do Alto da Fontinha mantém-se desoladoramente fechada e abandonada. Faz sentido?

A Es.Col.A continua à espera da resposta da câmara municipal do Porto ao pedido de licença de utilização daquele equipamento público. Até quando vai ter de esperar? Até quando o projecto pode esperar? Até quando os envolvidos estão disponíveis a esperar? E a população da Fontinha que se lixe?

Esta 2ª feira à noite há assembleia municipal e o presidente e executivo serão questionados sobre o assunto pelos deputados da oposição. Qualquer portuense pode participar e interrogar os responsáveis pela gestão autárquica. Terá, para isso, de se inscrever entre o meio-dia e as 17h00 no Gabinete do Munícipe. Só há 28 lugares disponíveis para o povo e é certo que, quando chegar a hora do povo falar, Rui Rio já lá não estará para o ouvir. Mas, ainda assim, lá estaremos, insistentes.

"É tão bom ser feliz. Não esqueças o horror que a câmara fez ao fechar a Es.Col.A! Apoia esta juventude que só quer o melhor para todos nós. Povo da Fontinha" - lê-se num dos papéis presos ao portão (à direita, na foto de cima).

1 comentário:

Pó de Estrela disse...

Era tão fácil deixarem-nos ajudar a População da Fontinha a ser mais feliz!!!
Mas felicidade é ter ruas fechadas para verem carros de corrida a poluir ainda mais o ambiente e a gastar recursos que são tão precisos...
Felicidade é homenagear o melhor condutor, o que fez mais habilidades, o que poluiu mais, o que gastou mais...

Senhor Rui Metáguas, deixe-se de grandezas e olhe para o verdadeiro povo da sua cidade! Venha ao alto da Fontinha, de onde pode ver TODA a sua Beleza, onde pode encontrar raízes, povo trabalhador, honesto, crianças que deveriam ter direito àquilo que outras têm , porque nasceram noutro bairro, noutra condição.Essas crianças vão ver consigo as corridas, estas, as da Fontinha, fazem corridas com coisa nenhuma, pois é o que têm , é o que o Senhor lhes dá!
Venha até nós! Não somos Aleixo, não somos Cerco, não somos Lagarteiro...somos o miolo, o coração da sua cidade. Venha conhecer-nos, para pelo menos saber o que estamos a fazer.